Resenha de Livro: Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson

5 comentário(s)
Título: Garotas de Vidro
Título Original: Wintergirls
Autor: Laurie Halse Anderson
ISBN: 978-85-8163-011-3
Páginas: 272
Ano: 2012
Editora: Novo Conceito
Preço Sugerido: 29,90  


Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda.

Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos. 










Foi-se o tempo em que problemas como drogas, bebidas e transtornos alimentares estavam bem distantes dos adolescentes. Bem como, foi-se se é que existiu, a época em que falar sobre isso com os mesmos era algo fácil. Em Garotas de Vidro, temos a temática da bulimia e da anorexia condensadas a uma história emocionante e acima de tudo, forte. 







Lia é uma garota aparentemente normal, mora com seu pai, sua madrasta e sua meia irmão e estuda como uma adolescente comum. O problema é que duas coisas a impedem de ser normal, ela não consegue se alimentar sem contar exatamente as calorias de cada a alimento e até se sente culpada quando come e o fato de sua melhor amiga ter ligado trinta e três vezes para ela antes de aparecer morta em um quarto de motel. 

Enquanto estavam juntas em um certo dia, Lia e Cassie estavam fazendo promessas de ano novo. Uma dessas promessas foi feita por Lia, que disse que seria a menina mais magra da escola. As amigas apostaram entre si quem conseguiria ficar mais magra e a partir daí adquiriram um distúrbio para si próprias. Lia admirava muito Cassie, pois a amiga além de se privar de comer conseguia induzir o vômito para se livrar de tudo o que comia. Tudo isso em prol de um padrão de beleza que por mais que pareça mentira não existe e acaba levando cada vez mais adolescentes e jovens a fazerem esse tipo de loucura. Foi a busca por esse padrão que acabou deixando Lia quase que louca, já que não consegue raciocinar com o corpo nos extremos e em um determinado dia recebe a notícia de que sua amiga morreu em um quarto de motel. E para piorar, Cassie havia ligado para ela trinta e três vezes e Lia não atendeu, pois estava sem falar com a amiga a algum tempo.

É impressionante o quanto o leitor se sente mal lendo o livro. Não por erros da autora ou por a história não ser boa mas sim pela ambientação deplorável das pessoas que sofrem com esses distúrbios. Um fator muito importante da história é o mistério. Como Cassie morreu? Porque Lia e Cassie brigaram? Lia vai conseguir permanecer com a mente um tanto estável depois de tudo, ou vai ficar pior? São essas interrogações que movem e deixam a história tão cativante e irresistível. 








- Nem pensar. Minha mãe teria me dito para não fazer drama. Meu pai teria sugerido para eu pensar em estudar poesia na faculdade, talvez planejar um doutorado em estilo gótico. Eles nunca me escutam, eles mal conseguem me enxergar. Sou uma boneca e eles já estão velhos demais para brincar comigo. - Pag. 240.

Garotas de Vidro se destaca por ser mais do que um livro adolescente, e sim, um livro adolescente com muito conteúdo a ser passado. É por isso que indico a todos essa leitura, e a cada página, lembrem-se, "A verdade nem sempre é o que enxergamos". 

5 comentários:

Caíque Fortunato disse...

Oi Juan, gostei muito da sua resenha, eu li esse livro e terminei a leitura na segunda, e pra falar a verdade li em 3 dias, o livro é muito viciante e ao mesmo tempo um pouco perturbador. A autora narra muito bem, Lia contando deu uma visão perfeita pra história e para passar o leitor os seus sentimentos.

Abraços
http://entrepaginasdelivros.blogspot.com/

Gilciany Viana disse...

Oi Juan, primeira vez no sue blog querido..Adorei muito o teu espaço...
Super clean e bacana de navegar.
Nossa, estou com grande expectativa pra ler Garotas de Vidro, mais pelo tema abordado, pq acho bem interessante trazer a tona um tema tão polêmico e atual como este.
Até vou começar a assistir a uma série na Discovery H&H que fala sobre o mesmo assunto pra tentar entender o que se passa na cabeça dessas garotas que acham que magreza é tudo.
Brevemente estarei apreciando a leitura tmbm.
Bjão grande querido e boa semana. =)

Mariana Silva disse...

Nossa. Fiquei louca por esse livro agora. Parece ser bem assustador, essa coisa de enorexia é feia mesmo e deixa muitas adolescentes em um verdadeiro horror.

Beijos. =)

Anna Flávia Vieira disse...

Cara quero muito ler esse livro !
Tá na minha lista de #EuQUERO faz tempo

wwwflavynhasz.blogspot.com

Genilda Silva disse...

Esse tipo de assunto é muito válido para a situação atual de adolescentes ou mesmo jovens que tem uma visão distorcida do próprio corpo. Quero muito ler este livro, tudo referente a este assunto me interessa.

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.