Resenha de Livro: Preso no Amanhecer - Wender Monteiro

2 comentário(s)
Título: Preso no Amanhecer
Título Original: -
Autor: Wender Monteiro
ISBN: 978-85-8013-117-8
Páginas: 188
Ano: 2012
Editora: Schoba
Preço Sugerido: 30,00 

Depois de despertar de um pesadelo, Eddie sente-se estranho de certa forma. Vive com lembranças desconhecidas. Acometido por essas lembranças misteriosas de um mundo desconhecido e que fizeram de um pesadelo a sua realidade e, que ameaça, inclusive, sua família. Ele busca uma saída, e nessa busca foi transportado ao mundo místico de Osiros, onde tomou real conhecimento daquele mundo belo, mas também, sombrio e assustador, onde o amanhecer pode durar toda uma vida.
Os problemas não estão apenas começando, em Osiros, a aurora nunca raiou após o domínio de Áurea, uma poderosa feiticeira possuída por espíritos malignos. E nas florestas encantadas forças do mal se espalham. Algo terrível começa a acontecer, e até mesmo o Paraíso das Águas, o lugar mais seguro de Osiros, parece estar vulnerável a destruição. 









O que não pensar de um livro com uma capa e sinopse como essa? Assim que bati o olho nesse livro imaginei logo do que ela trataria, claro que é algo fantasioso, mas com um mercado literário cada vez mais clichê em cima da fantasia são poucos os livros com temáticas realmente inovadoras, como é o caso de Preso no Amanhecer








A história dá maior enfoque no personagem Eddie, o garoto apareceu misteriosamente quando pequeno e foi achado pela sua família adotiva, tal fato é o que dá sentindo a todo o ambiente fantástico em que o livro se passa. Uma bruxa má, atacou Osiros, um local totalmente fantástico e o deixou sem amanhecer, deixando o ambiente literalmente "Preso no Amanhecer". Na história existem muitos tipos de criaturas, como metamorfos e vampiros, claro que de uma maneira diferente da que temos visto atualmente. 

A trama é envolvente e traz aspectos fantasiosos bem interessantes. Entrementes, fiquei um pouco confuso durante a leitura do livro uma vez que são poucas páginas e nessas poucas as cenas acabam acontecendo muito rápido, foram muitas as vezes que me perdi no meio da história. O autor poderia ter usado mais de sequência descritiva, assim, a trama que já tem uma ideia bacana se tornaria mais envolvente para os leitores.  

O livro faz parte de uma série, o segundo livro chama-se Pesadelo e promete bem mais energia e ação do que o primeiro. Outro fato que me fez gostar do livro é que não tem nada meloso, até surgem algumas premissas de que pode haver algo entre alguns personagens no futuro, mas nada muito exagerado. 






- Ai meu Deus! Eles existem! - dizia a criança.
Logo os dragões começaram a cuspir fogo sobre a floresta, enquanto voavam na direção de Ébem. 
- E cospem fogo! - a criança, ao invés de assustada, estava fascinada com o que via. 


A proposta do livro é em suma muitíssimo boa e com alguns detalhes que o autor fez com que tudo parecesse inédito. Algumas partes tornaram a história confusa, mas nada que possa ser deixado de entender com uma leitura mais atenta. Então, o que você está esperando para embarcar rumo a Osiros? 

2 comentários:

O Resenhista disse...

É como um Dragões de Éter do Raphael Draccon... Tudo bem que com uma fantasia mais... fantasiosa, e menos assombrada. Gostei muito da capa e da sinopse. A resenha é excepcional...
Fiquei com vontade de ler e apesar de ter um olhar exageradamente clínico para leitura, pode ser que eu goste desta...

Abraços, Juan

wender Monteiro disse...

Resenha legal Juan... vlw pela oportunidade, mesmo... estou revendo O Pesadelo e vou procurar melhorar em alguns detalhes...

Atenciosamente,
Wender Monteiro

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.