Tagarelando: Primeira Compra Inusitada de Livro Nacional

2 comentário(s)
Quem nunca disse a seguinte frase ao ir com a família ou com os amigos ao Shopping: “Podemos dar uma passada na livraria?”. Quem é realmente fã de literatura certamente já disse isso e sempre que tem a oportunidade de ir a um desses pontos de vendas já possui mentalizado em sua cabeça uma série de livros para olhar, namorar, tocar e se o bolso permitir, comprar. 

Recentemente estive em uma situação semelhante. Ao sair do cinema fui fazer minha parada obrigatória na livraria ansiando por comprar um livro novo. Depois de rodar por toda a loja não havia nenhum dos seis livros que eu tinha em mente, claro, quando fui lá dias antes tinha, mas como só tinha dinheiro no dia em questão é claro que não iria ter (Sou portador do karma).Isso acaba sendo uma vergonha para a livraria que  de seis livros famosos não tinha nenhum em estoque. Uma vendedora loirinha de óculos retrô que parecia ter saído de um livro de fantasia estava trabalhando na sessão juvenil e me ajudou a comprovar a minha boa sorte quanto ao fato de não ter nenhum livro da minha lista. Mesmo não tendo os livros que eu queria a vontade de comprar um título qualquer falou mais alto, e não sei quanto a vocês mas eu, quando vou escolher um livro a cegas demoro uma quantidade enorme de tempo e é essa uma das razões pela qual gosto de ir a livraria sozinho. 

Minhas duas escolhas feitas de última hora e que já foram lidas
e avaliadas super positivamente.

Depois de muito tempo andando pela loja na companhia da minha irmã (Quem me fez pagar um livro de não-ficção para ela, livro ao qual nem posso ler depois porque não gosto) acabei escolhendo a versão em quadrinho de O Ladrão de Raios e O Inverno das Fadas da autora nacional, Carolinha Munhóz, que dentre todas as minhas escolhas de última hora estava em primeiro lugar na lista das "Melhores Escolhas de Última Hora". Minha indecisão estava tão grande que ao chegar na fila fiquei pensando se realmente tinha feito a escolha certa. O resultado? Saí da fila e acabei trocando o Grafic Movel de Percy Jackson por Resposta Certa do meu autor romântico favorito, David Nichols, autor do famoso livro Um Dia


Devo dizer que não me arrependi das minhas escolhas. Resposta Certa mostrou repetir o sucesso de Um Dia porém com um nível um pouco menor. O Inverno das Fadas foi a minha maior surpresa fazendo de Carolina Munhóz a minha autora nacional do gênero fantástico favorita. Em sua obra ela conseguiu fazer um misto imenso de romance, comédia, cenas fantásticas, ação e claro, uma quantidade infindável de emoção. Os capítulos iniciados com pedaços ou títulos de letras de músicas também me agradaram muito, principalmente pelo fato da autora ter um gosto musical bem parecido comigo (E bem diferente do dos meus vizinhos que adoram forró, axé e música de vaqueiro, e claro, em um volume que até surdo escuta). Já li inúmeros livros nacionais mas a maioria veio por meio de parceria ou ganhei de presente. Já comprei o livro do Raphaell Dracon que inclusive citei no primeiro tagarelando, porém foi no Sebo, de modo que considero o livro da Munhóz como o primeiro livro nacional que eu comprei. 

Bom, não vou dar mais detalhes do livro, afinal, isso não é uma resenha, mas em breve farei uma. Acho que não fui à única pessoa que enfrentou esse problema de ir a uma livraria e não achar o que se quer comprar, e também, essa indecisão do que comprar que, creio eu,persegue todos os leitores. E você leitor, já passou por isso? Tagarele você também essas histórias literárias que são no mínimo cômicas.

2 comentários:

Giovanna disse...

Já passei várias vezes, mas nada como um livro que você ainda não conhecia nem um pouco para lhe impressionar.

naoseavexe

O Resenhista disse...

Bom essa história de ir na livraria e levar eras pra escolher um livro é a mais pura verdade, já passei mais de duas horas dentro de uma pra escolher um e nada... Mesmo tendo uma lista de 50 pra comprar, kkk
Eua té comecei a ler esses dois livros... O da Carolina parece ser perfeito, e resposta certa me parece ser somente mais um bom livro estrangeiro... Quero ler o da Carol, rápido. Estou tentando me apaixonar pela fantasia novamente, mas tá difícil... Raphael Draccon vai ter motivos pra me odiar depois q eu resenhar Fios de Prata

Adora o Tagarelando...
Abraços

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.