Resenha de Livro: P.S Eu Te Amo - Cecelia Ahern

3 comentário(s)
Título: P.S Eu Te Amo
Título Original: P.S I Love You
Autor: Cecelia Ahern
ISBN: 978-85-8163-062-5
Páginas: 368
Ano: 2012
Editora: Novo Conceito
Preço Sugerido: 29,90
Avaliação:




Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada.
Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.



Sou extremamente fã de história românticas que não terminam bem. Acho que o mercado romântico está cheio de clichês e histórias assim por mais que sejam tristes, acabam sendo as que possuem uma maior quantidade de realidade. Então, dá para imaginar o quanto eu gostaria de uma obra que já começa com no mínimo, uma tragédia.

Em P.S Eu te Amo, somo apresentados a personagem Holly, uma mulher carinhosa, alegre e muito feliz ao lado do seu marido Gerry. Tudo o que Holly tinha que se preocupar e se irritar era com o fato de seu marido não desligar a luz antes de ir dormir e fazê-la levantar para apagar. Depois de algum tempo, Holly se livra dessa razão para irritação, já que Gerry acaba morrendo. 

Holly se vê destruída emocionalmente depois da morte de Gerry. Todos os seus planos e sonhos pareciam terem sido enterrados junto com ele. Depois de tantas lágrimas a mãe de Holly diz ter recebido um pacote que foi mandado pelo ex-genro. Louca de curiosidade, Holly vai atrás desse pacote e nele encontra um aviso e várias cartas. Ciente de sua morte, Gerry escreveu várias cartas para Holly que deveriam ser abertos em meses específicos, onde nelas haviam simples frases ou parágrafos feitos por ele para auxiliar Holly a ficar bem e feliz após a sua morte. 

O livro acaba parecendo ser extremamente dramático, porém, acaba sendo extremamente emocionante. Holly pôs toda sua felicidade em um caminho onde Gerry estava e após a sua morte ela parece ter ficado perdida. O leitor torce pela protagonista a cada página que se lê e em muitas é claro, existe uma vontade enorme de se debulhar em lágrimas. 

As carta de Gerry são um dos motivos pelo qual os leitores devoram rapidamente os capítulos, sempre em busca de uma nova carta com novas revelações e acontecimentos cheios de reviravolta na vida de Holly.
Você fez a minha vida. Não tenho arrependimentos. Mas sou apenas um capítulo de sua vida, muitos outros virão. Pag. 29.
Essa obra torna-se o romântico diferente pela sua típica pitada de amor e uma dose acima do normal de realidade. Indico para todos os leitores, esse é o tipo de livro que deixa inúmeras marcas.

3 comentários:

Caique Fortunato disse...

Gostei muito da sua resenha, não gosto muito de romances, mas esse parece ser diferente, legal. Tinha um pouco de preconceito com esse livro, mas agora fiquei com vontade de ler.

Abraços
www.entrepaginasdelivros.com/

Natália Alves disse...

P.S. Eu Te Amo me surpreendeu bastante, eu esperava um romance totalmente dramático, mas o que encontrei foi uma narrativa leve e por vezes até divertida, mas no fim das contas emocionante como não poderia deixar de ser. Um ótimo livro!

Beijo;*
Naty.

Um dia a Cada Livro disse...

Olá!
Eu não gosto desse estilo de livro... por isso nem me interessei quando fiquei sabendo do lançamento desse livro no Brasil. Nem sequer consegui gostar do filme.
Parabéns pela sua resenha!
Beijos

Andressa
umdiaacadalivro.blogspot.com.br

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.