Resenha de Livro: O Inverno das Fadas - Carolina Munhóz

12 comentário(s)
Título: O Inverno das Fadas
Título Original: -
Autor: Carolina Munhóz
ISBN: 978-85-7734-267-9
Páginas: 304
Ano: 2012
Editora: Fantasy - Casa da Palavra 
Preço: 29,90
Avaliação



Existem pessoas normais em nosso planeta. Homens e mulheres simples que nascem e morrem sem deixar uma marca muito grande ou mesmo significativa na humanidade. Mas existem outros que possuem talentos inexplicáveis. Um brilho próprio capaz de tocar gerações. Como eles conseguem ter esses dons? De onde vem a inspiração para criar trabalho maravilhosos? São cantores com vozes de anjos, artistas com mãos de criadores e escritores imortais. Existe uma explicação para isso. Sophia é uma Leanan Sídhe, uma fada-amante, considerada musa para humanos talentosos. Ela é capaz de seduzir e inspirar um homem a escrever um best-seller ou criar uma canção para se tornar um hit mundial. A fada dá o poder para que a pessoa se torne uma estrela, um verdadeiro ícone, ao mesmo tempo em que se aproveita da energia do escolhido para alimentar-se. Causando loucura. E morte.

Já faz um tempo desde que li essa obra, mas acabei adiando a resenha da mesma. Bom, não sei o que mencionar primeiro. Talvez o fato da minha imensa curiosidade em ler uma história de fadas. Ou a minha também grande vontade de ler algo da Carolina Munhóz, ou simplesmente minha imensa paixão por livros de fantasia. 
Quando se pensa em uma fada, logo se imagina uma vara de condão e feitiços para melhorar a vida das pessoas. Como na história da Cinderela. Só que ela não era o tipo de fada descrita nos contos com finais felizes.

O Inverno das Fadas é uma mistura de várias coisas, fantasia, mitologia, aventura, amizade e principalmente romance, até apimentado em alguns momentos. Na história somos apresentados a Sophia, uma fada Leanan Sídhe, no mínimo diferente das fadas que conhecemos. Essa espécie de fada se envolve com pessoas normais a fim de sugar suas energias, a medida que se envolvem romanticamente a pessoa que esta tendo as forças sugadas acaba tendo suas habilidades artísticas ampliadas, ou seja, se a pessoa é um pintor razoável se torna um célebre pintor. O preço por isso é caro para o ser humano, uma vez que no momento que a fada vai embora a pessoa não controla seu amor e de tanto sofrimento advindo da saudade acaba se matando, ou mesmo morrendo de tão fraco que fica.  


Sophia, a Leanan Sídhe, se envolve mais uma vez com um ser humano, algo habitual para sua espécie, mas dessa vez, houve algo inédito que jamais ocorreu com a fada, ela acaba amando um ser humano pelo qual se envolve. William, um jovem inglês que trabalha no sebo do seu pai acaba conhecendo Sophia e se apaixona instantaneamente pela mesma. Sophia que já tinha interesse no garoto acaba se envolvendo com ele. O anormal é que, o que começou com apenas um pequeno sentimento da parte de Sophia começou a sair do controle e a fada se viu extremamente apaixonada por um garoto que estava sob seu domínio e que logo viria a morrer por ter suas forças sugadas pela fada. 

O destino não é o único empecilho que vem a atrapalhar a relação entre os dois. O Avô de Sophia teme a relação entre o mortal e sua neta, já que ele sabe que a vida de Willian tem pouco tempo para acabar e por esses e outros motivos prefere que os dois venham a se separar, e para isso acaba usando de vários artifícios. 

A partir desse dilema a história vai se desenrolando. Willian que sempre sonhou em ser um grande escritor tem sua habilidade de escrita extremamente ampliadas e começa a escrever um romance inspirado nas fadas Leanan Sídhe e no seu amor por Sophia.

A obra da Carolina Munhóz também é regada de momentos picantes, principalmente entre Willian e Sophia. E em falar em obras com um teor um pouco mais picante, essa foi a primeira obra que li que atendia a esse estilo e devo dizer que o modo como a autora escreveu esses momentos me agradou, mesmo eu não sendo fã de obras desse tipo. Preciso elogiar muito a autora por ter conseguido criar uma narrativa fantástica sólida. Já li inúmeras obras fantásticas que não conseguiram me convencer com seu ambiente fantástico mal desenvolvido e fraco em diversos sentidos, sem contar nos imensos clichês do gênero. 

A autora cita um tanto que ocultamente, o envolvimento da Leanan Sídhe Sophia com ícones famosos da nossa atualidade que acabaram fazendo muito sucesso, mas acabaram morrendo de causas misteriosas. Esses ícones descritos não diretamente competem ao perfil de Michael Jackson e Amy Winehouse, e particularmente achei essa uma boa ideia da autora, o que acabou dando um toque de realidade na trama, já que temos acesso a como seria no mundo real se essa espécie de fada existisse. 

Outro fato a ser citado é que no início de cada capítulo existe um trecho de uma música relacionada ao que irá acontecer no capítulo. Era comum que eu ficasse louco pelo fim do capítulo para que eu passasse para o próximo e além de querer decifrar o mistério querer ver qual seria a próxima música e se eu a conhecia. 

Inovador, cativante e viciante são alguns dos adjetivos que atribuo a essa obra. Não foi aquele livro que me deixou com uma enorme falta de ar, mas foi capaz de me gerar um princípio disso, e sem dúvida nenhuma Carolina merece todos os elogios que recebeu, recebe e virá a receber.

12 comentários:

wender Monteiro disse...

Esse livro me chamou a atenção desde o primeiro momento que o vi... foi tipo o professor Girafales e a dona florinda... mas sempre imaginei que o inverno das fadas fosse mais trágico do que gélido... e a confirmação de meus pensamentos se concretizam com essa super resenha do jovem Juan... muito legal, fascinante na verdade....

Atenciosamente,
Wender Monteiro

Caique Fortunato disse...

Oi Juan, gostei muito da sua resenha, desse seu novo tipo de escrita e também de ler algo relacionado a esse livro. Gostei da narrativa, mas achei a história um pouco clichê, porque tem o mocinho normal, ai tem a fada que tem poderes e se apaixona por ele, só que nem tudo vai ser fácil assim, sei lá acho que isso já cansou um pouco, mas se o livro for bem escrito e ser diferente, como esse aparenta ser, vale a pena ler e provavelmente seja uma narrativa muito boa. Enfim, não leria esse livro agora, mas achei ele interessante..

Abraços
www.entrepaginasdelivros.com

Lucas Souza disse...

Oi,
eu já li o livro, conheci a Carolina e tenho autógrafo e tudo. Eu adorei ela, já o livro...
Não vou falar que ele é ruim, mas me senti meio subestimado. Achei o universo criado por ela ainda imaturo, que poderia ter sido melhorado. Creio que ela pode melhorar bastante, mas gostei do livro, e odiei o final, e disse isso pra ela ahhaa
Abç
Te espero lá: http://descobrindolivros.blogspot.com.br/

Era uma vez o livro... disse...

Ai, amigo eu também ando sumida e ai como vc esta?
Bom eu já li o inverno das fadas e gostei muito a resenha ainda não consegui escrever não consigo passar nada para o papel rsrs.
Vou sempre passar aqui bj amigo.
Http://Eraumavezolivro.blogspot.com.br
Beijos

Natália Alves disse...

Nunca li nenhum livro sobre fadas exceto aqueles que falam em geral sobre seres sobrenaturais e citam as fadas, mas tenho curiosidade de ler e já li vários comentários positivos sobre os livros da Carolina. (:

Beijo;*
Naty.

Matheus Moura disse...

Você olha o título e fica -> ^^
Você olha a capa e já fica -> *-*
Você lê a sinopse e fica -> @_@

Amo fantasia quando consigo relacionar com a realidade, ou seja, quando consigo tirar conceitos e vivências oportunos e acho que esse livro super atenderá a essa necessidade! Quero ler, assim que ganhar tempo, fantasia é comigo mesmo e.e

Marii ♥ disse...

Simplesmente amei esse livro. Ele com certeza vai estar na minha wish list de Natal.
Como vc disse Carolina merece todos os reconhecimentos, mesmo essas história ter me lembrado Crepusculo , eu amei.

franfernands disse...

Essa capa é simplesmente perfeita, já leria antes de ler qualquer resenha, e depois da sua, estou amando ainda mais! *-* Está na minha lista de urgências a partir de agora! hahah

Fernanda Faria disse...

Com certeza eu amaria esse livro. Assim como você eu sou apaixonada por livros de fantasias. E no gênero fantasia o que eu gosto mais é o tema sobre fadas. Leio todos na medida do possível. Ainda não tive a oportunidade de comprar esse livro. Mas gostaria muito mesmo de ler.
beijos

Luciana Cardoso disse...

Primeiramente tenho que falar sobre a capa desse livro, acho linda d+.
Ainda não o li mais quero muito, a algum tempo ele está na minha lista de desejados e fiquei muito feliz ao ver que vc gosto dele.
Achei a história muito interessante, apesar de ainda não ter lido muitos livros sobre fada, os livros que li adorei, é um tema que me agradou muito.
Li só elogios desse livro e espero em breve matar a minha curiosidade em relação a ele.
parabéns pela resenha maravilhosa.

Adrielly Pontes disse...

Não sou muito fã de livros assim no geral, mas fiquei com muita vontade de ler esse. A capa é muito linda, minha estação favorita é o inverno, pena que onde eu moro não tem, mas eu amo! E gostei da sinopse, gosto de muito drama nas histórias. Suas resenhas me fazem querer ler os livros que tem nelas haha, quero ler logo!

Mariana Silva disse...

Tenho esse livro me surpreendi positivamente com ele. Realmente muito bom, a Carolina fez um ótimo trabalho e virei fã dela.

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.