Resenha de Livro: Levada ao Entardecer - C. C. Hunter

8 comentário(s)
Título: Levada ao Entardecer
Título Original: Taken at Dusk
Autor: C. C. Hunter
ISBN: 978-85-64850-23-1
Páginas: 384
Ano: 2012
Editora: Jangada
Preço: 36,90
Avaliação



Neste terceiro livro da saga Acampamento Shadow Falls, Kylie quer saber a verdade por pior que ela seja! A verdade sobre quem é a sua verdadeira família, a verdade sobre os seus poderes sobrenaturais e a verdade sobre o que ela sente com relação a Lucas e Derek. E pra completar, um fantasma vive atrás dela com um aviso terrível: "Alguém vive e alguém morre". Enquanto Kylie tenta desvendar o mistério e proteger aqueles a quem ama, finalmente descobre o segredo da sua identidade sobrenatural. E a verdade é bem diferente e muito mais inesperada do que ela jamais imaginou!


Depois de resenhar os dois primeiros livros da série, devo dizer que o que esperei para esse terceiro volume foi uma decaída. Sim, uma decressão de qualidade. Séries literárias em geral são assim, tem alguns volumes realmente bons e outros nem tanto. Entretanto, C. C. Hunter mostrou que a saga Acampamento Shadow Falls se difere de muitas sagas, e o que começou com uma história extremamente envolvente tem tudo para continuar no mesmo ritmo até o fim. 

Depois de descobrir que não era humana, que existe um acampamento para pessoas sobrenaturais e chorar e se desesperar por não saber exatamente o que é, em Levada ao Entardecer, terceiro livro da série, Kylie descobre finalmente o que ser sobrenatural ela é. Com certeza esse foi um dos enigmas da série a qual o leitor mais espera para poder decifrar e que só foi possível graças à insistência e busca frenética da nossa protagonista e seus amigos no terceiro volume da série. 

Como de costume o dom de ver fantasmas continua atormentando a cabeça de Kylie com visitas que além de assustadoras, conversam com Kylie e ainda pede favores para que possam fazer sua passagem em paz. O fantasma da vez é o de uma mulher com roupas brancas e cortes horríveis que muitas vezes são fonte de vermes horríveis que só ajudam a provocar ainda mais a repulsa de Kylie. Além de tudo, o fantasma não se lembra de nada que aconteceu enquanto estava viva e pior, prevê uma espécie de profecia que diz que um sobreviverá e outro morrerá. 

No final de Desperta ao Amanhecer, segundo livro da série, os avós de Kylie haviam acabado de chegar ao acampamento e a garota estava indo ao encontro deles. É assim que começa o terceiro livro, com Kylie os conhecendo. O que deveria trazer uma série de respostas e solução de enigmas traz ainda mais interrogações já que depois de uma conversa um tanto que estranha entre a diretora, nossa protagonista e os avós, acabamos descobrindo que não passavam de impostores com algum intuito que com certeza, não é das melhores intenções. 

Kylie é uma personagem extremamente amável, e ao longo da série só dá para amá-la mais ainda e além de sentir suas emoções a flor da pele, torcer por ela em cada enrascada que se meta. O seu coração continua dividido entre o lobisomem Lucas, que ganha mais espaço nesse volume, e o meio fae Derek, que graças ao seu passado adiciona uma personagem nova a série tão cativante quanto os outros. 

A cada capítulo da obra surge um novo enigma, paixão ou cena hilária na narrativa. Pergunto-me como a autora foi capaz de criar uma obra tão completa e tão viciante. Já li inúmeros livros que tentaram juntar o máximo de personagens fantásticos possíveis e não gostei do resultado já que o resultado era uma obra que de tão densa acabou se tornando cansativa e por vezes, boba. C.C Hunter teve um sucesso imenso com seus seres fantásticos, talvez porque seu objetivo não seja criar uma narrativa arrebatada de monstros de uma maneira que ninguém nunca viu, mas sim, os adicionar como seres que pensam como humanos em um ambiente cotidiano de modo que é facílimo entrar no ambiente da narrativa e mais fácil ainda se apaixonar por toda a obra e os personagens simplesmente fantásticos. 

8 comentários:

barbara disse...

essa capa esta incrivel! e a resenha fico otima!

Era uma vez o livro... disse...

Resenha perfeita!!! E eu amo essa série fiquei com mais vontade de ler!!!! Beijos juan e saudades
Aline olinto

Natália Góis disse...

Sua resenha está ÓTIMA, quero muito ler essa série e com essa resenha fiquei com mais vontade ainda.

Nfg.

Rafa Oliveira disse...

Eu quero esse série, a cada resenha quero mais, fiquei sabendo dela quando comecei a gostar de blog, ou melhor, quando descobri blogs literários :)
Rafa
Blog Melody
http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/

Uillian disse...

Juaaaaaaaaaaaan eu comprei este, agora falta comprar o 1 e o 2... Comprei só porque tem frase de Asas Literárias impressa na orelha do livro...
Que orgulho do Asas, eim...
Agora falta comprar os outros e começar a ler. kkk

Ketelin Natieli Wochner disse...

Ótima resenha!
Não conhecia a série, acredita?
Me apaixonei, vou já já ver quanto está custando os livros e ver se dá pra comprar.. hahaha
Por mais que eu tente fugir, sempre acabo lendo séries sobre coisas sobrenaturais... haha

Bjs

Adrielly Pontes disse...

Eu quero muito ler essa série, mas vou esperar mais um tempo pra ver até onde ela vai, não gosto de séries muito grandes, fica chato. Mas tá todo mundo falando dessa história e até agora não vi nenhum comentário negativo, então parece ser boa mesmo. Que bom que a qualidade da série não cai porque é muito triste quando isso acontece. Sua resenha ficou incrível =)

Mylly :) disse...

Me mordendo para ler.... Ouço ótimas criticas com relação a essa saga.

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.