Resenha de Livro: Finale - Becca Fitzpatrick

6 comentário(s)
Título: Finale
Título Original: -
Autor: Becca Fitzpatrick
ISBN: 978-85-8057-282-7
Páginas: 304
Ano: 2013
Editora: Intrínseca
Preço: 29,90
Avaliação:


Nora e Patch pensavam que seus problemas tinham ficado para trás. Hank estava morto, e seu desejo de vingança não precisava ser levado adiante. Na ausência do Mão Negra, porém, Nora foi forçada a se tornar líder do exército nefilim, e era seu dever terminar o que o pai começara — o que, essencialmente, significava destruir a raça dos anjos caídos. Destruir Patch. Nora nunca deixaria isso acontecer, então ela e Patch bolam um plano: os dois farão com que todo mundo acredite que não estão mais juntos, manipulando, dessa forma, seus respectivos grupos. Nora pretende convencer os nefilins de que a luta contra os anjos caídos é um erro, e Patch tentará descobrir tudo o que puder sobre o lado oposto. O objetivo deles é encerrar a guerra antes mesmo que ela venha a eclodir. Mas até mesmo os melhores planos podem dar errado. Quando as linhas do combate são finalmente traçadas, Nora e Patch precisam encarar suas diferenças ancestrais e decidir entre ignorá-las ou deixá-las destruir o amor pelo qual sempre lutaram.



É com um pesar imenso que faço a resenha desse livro. Sim, sou um dos vários fãs da saga Hush Hush que estão lamentando pelo fim das histórias românticas entre Nora e Patch, casal literário que na minha opinião possui a maior química dentre os outros e ao qual faço a maior e única torcida. 

Finale prometeu um final épico de saga, já que no final do terceiro livro da saga os leitores se deparam com a promessa de uma enorme guerra entre neflins e anjos caídos. E é nessa expectativa que os leitores vão até o final da saga, loucos com as emoções e soluções advindos desse conflito de proporções épicas. E o que achei desse conflito? Bom, vamos por partes porque foram muitas emoções, e nem todas positivas.

Primeiramente, Becca Fitzpatrick tem em suas obras algo que falta em muitos livros do gênero, creio eu que nenhum autor de obras que surgiram pós crepúsculo conseguiram tornar a história de uma adolescente comum em um universo totalmente recheado de ação como Becca conseguiu. Talvez seja a sua forma de escrever, que faz com que o leitor voe nas páginas sem nem perceber. 

Ao fim de Silêncio, terceiro livro da série, temos uma Nora não mais humana, e sim, Neflim. Com novas habilidades especiais a garota recebe de herança do seu pai, o mão negra, o cargo de comandante dos neflins, que agora, tem a obrigação de comandar a guerra contra o domínio dos anjos caídos. No início do livro, Nora é contra qualquer tipo de conflito com os anjos, temendo que os poderosos arcanjos se zanguem e interfiram no conflito causando inúmeras mortes. Porém, esse é o seu papel como líder e caso não o cumpra pagará não só com a sua vida, mas também com a da sua mãe. 

Em contra partida, Patch, que deveria estar lutando contra Nora acaba a ajudando, com informações dos outros anjos. Ele e Nora também precisam se separar, já que os Neflins suspeitam que os dois estão namorando e caso isso se confirme a situação de Nora que já não é muito boa pode se tornar ainda pior. Para o fingimento ficar ainda mais consistente, Nora finge estar namorando com Dante, um dos nefilns do seu grupo, que ao longo do tempo, treina Nora para os conflitos que estão por vir. 

Do início ao meio do livro devo dizer que tive decepções. Calma, isso não quer dizer que metade do livro não é boa, mas acontece que em vários momentos esperei mais. Como fim de saga, o ritmo frenético e cheio de suspense e mistério não se estabeleceram na primeira parte da obra. Claro que acontecem coisas inusitadas e que surpreendem o leitor, mas nada muito grande ou que instigue verdadeiramente o leitor a continuar em um bom ritmo com a leitura. 

Do meio para o final as coisas começam a mudar com a guerra que está cada vez mais prestes a acontecer. Entretanto, Becca pecou bastante durante o fim do livro, o que deveria ser uma luta de tirar o fôlego se tornou uma luta morna sem quase nenhuma surpresa e o que deveria surpreender e causar um choque no leitor veio a causar raiva e decepção, já que não aconteceu nenhuma surpresa, ou melhor, houve surpresa sim, mas algo que ninguém esperava e que a maioria dos leitores odiou (e claro que não vou contar).

Na minha opinião o que parece é que Becca desenvolveu um sistema inverso, onde seu primeiro romance foi o melhor da série e a partir dele a qualidade foi diminuindo a cada livro lançado. Sussurro me fez virar fã número um da autora graças a toda a trama revolutiva mas algumas partes de Silêncio e quase todo Finale me fez pensar que Becca tem perdido a direção no meio da sua escrita. O quarto volume não é ruim, porém, não parece que foi a mesma Becca Fitzpatrick do primeiro livro da série que o escreveu.

Super surpreendente ou pouco, esse foi o final da saga Hush Hush, uma das minhas favoritas séries de uma das minhas autoras favoritas. Vai fazer muita falta todos os personagens e vai demorar um pouco para digerir o final, que para mim não foi satisfatório. Ainda assim, indico muitíssimo esse livro e toda a série, para quem ainda não leu. Para quem já leu, nos resta esperar a adaptação que deve estar chegando próximo ano e novas obras da Becca. 

6 comentários:

baby_monster disse...

estou pronta para ler esse livro, eu amooo essa saga
acervo-de-livros.blogspot.com

Ketelin Natieli Wochner disse...

Não sou uma graaaande fã da saga, mas é uma das minhas séries preferidas. Ah, fiquei curiosa pra saber qual é a tal surpresa.. haha
Pena que o livro não é tão bom, esperava uma final éépico para Hush, hush...
Ainda não tenho Finale, mas acho que vou comprá-lo essa semana mesmo, a assim que ele chegar, começar a devorá-lo :D

Beijo

Mylly :) disse...

Foi uma das primeiras sagas que me apresentaram quando mudei de escola, me influenciou bastante pra ser assim, tão apaixonada por livros. Só li os 2 primeiros livros, então tenho que ficar me mordendo para saber a continuação/final da saga. Hush Hush é uma saga de muitas reviravoltas e que creio eu, prende bastante o leitor.

barbara disse...

eu estou louca par aler essa serie, parece ser muito boa! interessada demais!

Adrielly Pontes disse...

Que resenha boa! Essa série ás vezes eu quero ler, ás vezes eu não quero. E um tempo atrás eu enjoei dela porque todo mundo falava, todos os blogs, vlogs, etc... Eu não leria agora, até mesmo porque eu já estou enrolada com várias outras séries, mas as capas são lindas. Que pena que não foi tão maravilhoso assim pra você, mas pelo menos não foi horrível também e deu pra surpreender hehe.

Fadlo Gonsales disse...

Eu quero começar a ler essa saga, me interessei muito pelo primeiro livro!

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.