Resenha de Livro: O Herói Perdido - Rick Riordan

3 comentário(s)
Título: O Herói Perdido
Título Original: The Lost Hero
Autor: Rick Riordan 
ISBN: 978-85-8057-008-3
Páginas: 440
Ano: 2011
Editora: Intrínseca
Preço: 29,90
Avaliação:



Depois de salvar o Olimpo do maligno titã Cronos, Percy Jackson e seus amigos trabalharam duro para reconstruir seu mais querido refúgio, o Acampamento Meio-Sangue. É lá que a próxima geração de semideuses terá de se preparar para enfrentar uma nova e aterrorizante profecia. Uma mensagem que pode se referir a qualquer um deles: "Sete meios-sangues responderão ao chamado. Em tempestade ou fogo, o mundo terá acabado. Um juramento a manter com um alento final, E inimigos com armas às Portas da Morte afinal." Os campistas seguirão firmes na inevitável jornada, mas, para sobreviver, precisarão contar com a ajuda de alguns heróis, digamos, um pouco mais experientes — semideuses dos quais todos já ouvimos falar... e muito.


Independente de civilização ou tempo, Rick Riordan mostra-se mais uma vez um dos melhores contadores de mitos e heróis da atualidade. 




Nem tudo que é muito bom precisa acabar. É com essa frase bem contraditória ao que muitos dizem que começo essa resenha. Depois de ter meu emocional destroçado com o fim da tão brilhante, sagaz e emocionante história de Percy Jackson e os Olímpianos eis que Rick Riordan não deixou seus ávidos leitores órfãos e logo começou outra narrativa no ambiente fantástico que conquistou pessoas de todo o mundo e de todas as idades. 

É um tanto estranho o começo da leitura de O Herói Perdido, principalmente para aqueles que já leram a série original do Percy, uma vez que o estilo de narrativa adotado por Riordan muda completamente. Ao invés de narrativa em primeira pessoa temos uma narrativa em terceira que acaba intercalando entre três personagens distintos a cada dois capítulos. Acreditem, esse foi um dos vários pontos positivos dessa obra, ao invés de ficarmos sempre na perspectiva de um único semideus, ficamos na perspectiva de três diferentes, cada um com sua história, especialidades, modo de pensar e principalmente, filho de um deus diferente o que lhe dá diversos modos de agir e fazer coisas diferentes. Mas é claro que não é apenas esse fato que faz de O Herói Perdido uma obra tão completa e fantástica, e sim, a história impressionante. 

Logo no início da trama somos apresentados a três personagens, sendo que não conhecíamos nenhum deles dos outros livros dos olimpianos. O primeiro deles é Jason, que acorda em um ônibus que está em excussão sem saber de nada do seu passado nem sequer o que está fazendo ali e quem são as pessoas ao seu redor. Tudo na vida do garoto parece estar de cabeça para baixo. 

Nossa segunda protagonista chama-se Piper e durante boa parte da narrativa a menina parece ter um segredo a qual esconde e tem muito medo de revelar e acabar perdendo sua amizade com Leo (que falarei mais a frente) e Jason. A garota tem sonhos estranhos e não entende porque desde criança consegue convencer as pessoas a fazer exatamente o que ela quer. 

Por fim, temos Leo, um garoto extremamente engraçado que adora estar mexendo em tudo que encontra e ama criar engenhocas malucas. Ao chegar no acampamento meio-sangue e se ver cercado de gerigonças em um chalé, o menino se sente em casa. Leo parece ser normal, se não fosse sua estranha habilidade de ver fantasmas. Algumas dessas características fizeram com que Leo fosse durante toda a narrativa o meu personagem favorito. 

Esses três personagens são semideuses filhos de deuses diferentes. E que com mais quatro semideuses cumpriram a grande profecia que Rachel teve durante o final de O Último Olimpiano. Se pararmos para uma análise vamos perceber que aparentemente, Riordan mudou seu modo de narrativa e praticamente criou apenas mais uma história de semideuses com novos personagens. Porém, isso seria um grande engano, pois na obra temos uma novidade que só faz com que o leitor ama a cada página a mais o autor. Em O Herói Perdido, deixamos um pouco de lado o universo grego para embarca em outro, o universo romano. A maioria das pessoas pensam que os deuses romanos só possuem o nome diferente dos deuses gregos, mas durante a história vemos que é bem mais do que isso.

 Designados a cumprir uma missão, os três heróis partem em busca  de cumprir as ordens que recebem e acabam embarcando em uma grande aventura, para a alegria geral dos fãs de Riordan. Agora vale lembrar que o inimigo dos semideuses é outro e muitos mitos novos estão condensados na narrativa. 

Mais uma vez, Riordan conseguiu me cativar enormente com sua escrita. Esse foi sem dúvida um daqueles livros ao qual o leitor não quer largar em momento algum e se apega de uma forma inimaginável com os personagens. Os Heróis do Olimpo tem tudo para ser uma das melhores sagas já lançadas e tudo para ser um daqueles livros que jamais saem da cabeça e da ponta da língua quando se fala em indicação. 

3 comentários:

Amanda Gabrielly disse...

Gostei muito da resenha, e eu penso o mesmo que você. Realmente esse livro do Rick Riordan é muito bom e com certeza está na minha lista de livros para comprar! Amei a série Percy Jackson e estou amando essa também.

Uill Cardoso disse...

Aaaaaaaaaaaaaa olha só quem tá pintando por aqui... auhsuahs Imagine se eu ia deixar de comentar algo relacionado à Rick Riordan... O Herói Perdido eu considero só como uma introdução à serie dos Herois do Olimpo... Ele nos apresenta três semideuses que irão participar da grande profecia, mas ao mesmo tempo coloca eles numa missão que faz parte de algo maior, pra depois irem pra algo maior ainda. Salvar Hera é mamão com açúcar comparado aos acontecimentos que virão em O Filho de Netuno, já que teremos linhas traçadas no greco-romano bem mais fortes do que no primeiro livro.... Livro este, que vai apresentar outros três semideuses, mas então fica a pergunta, quem será o sétimo...? Estou ansioso para que chegue Maio (Lançamento de A Marca de Atena) e outubro (lançamento de The House of Hades lá nos states), porque assim iremos ficar sabendo o nome do último livro dessa serie maravilhosa... E com o fim de Heróis do Olimpo (que não deixa de ser triste), teremos a entrada da serie Nórdica, que está causando burburinho em todos nós, fãs de Riordan...


Parabéns pela resenha Juan, como sempre, você é um exímio crítico. aushaushuahs
Abraços,

http://deresenhas.blogspot.com
http://www.segredosdocoracao.com

nathalia freitas disse...

Eu amo Percy Jackson e o s olimpianos e tipo naum li ainda o heroi perdido mais te garanto vou ler em breve por q pelo q as pessoas falam é bom demais da conta,valeu mais essa resenha sobre a serie!
Beijos ...
bonecadeetiqueta.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.