Livros, à Primeira Vista #35

1 comentário(s)

Jovens costumam ganhar presentes caros, viagens ou festas surpresas em aniversários de 18 anos. Melanie Aine ganhou o falecimento do pai, o abandono da mãe, uma estranha tatuagem e a descoberta de que não era humana. Como se tudo isso não bastasse, Melanie descobriu que faz parte de um mundo onde seres mágicos existem e que sua vida comum na enevoada Londres estava com os dias contados. Agora ela terá que remexer no passado de sua família para descobrir que tem uma missão que lhe foi designada, encontrando um legado com segredos inimagináveis. A única parte recompensadora dessa história parece vir do encontro com um bonito homem misterioso, oriundo de uma família de bruxos poderosos. No entanto, a relação dos dois caminha em uma linha tênue entre afeto e fúria. Um afeto que pode levá-la à transcendência e à vida eterna. Uma fúria que pode conduzi-la à morte e ao esquecimento.
Impressões: Desde que li O Inverno das Fadas virei fã incondicional da Carolina Munhóz. A fada, seu primeiro livro acabou de receber uma nova incorporação pela editora Fantasy - Casa da Palavra, e é lógico que vale muito a pena adquirir essa versão, para os que já leram, existem novidades e para os que não leram, é perda de tempo não ler uma obra da Carolina.

Um derrame cerebral deixa Anthony Spencer, um multimilionário egocêntrico, em coma. Quando “acorda”, ele se vê em um mundo surreal habitado por um estranho, que descobre ser Jesus, e por uma idosa que é o Espírito Santo. À sua frente se descortina uma paisagem que lhe revela toda a mágoa e a tristeza de sua vida terrena. Jamais poderia ter imaginado tamanho horror. Debatendo-se contra um sofrimento emocional insuportável, ele implora por uma segunda chance. Sua prece é ouvida e ele é enviado de volta à Terra, onde viverá uma experiência de profunda comunhão com uma série de pessoas e terá a oportunidade de reexaminar a própria vida. Nessa jornada, precisará “enxergar” através dos olhos dos outros e conhecer suas visões de mundo, suas esperanças, seus medos e seus desafios. Na busca de redenção, Tony deverá usar um poder que lhe foi concedido: o de curar uma pessoa. Será que ele terá coragem de fazer a escolha certa?
Impressões: Esse é mais um livro do Willian P. Young que lê-se e se faz um apanhado de muitas coisas sobre a própria vida. Em suas obras, o autor faz uma ficção que condensa tanto as questões simples da vida do personagem como a do leitor, que começa o livro de um jeito e termina de outro. Nem preciso dizer mais porque quero fazer a leitura desse livro, não é mesmo? 

1 comentários:

O Resenhista disse...

Ah, nem preciso dizer que quero os dois...
Eu tenho 'O Inverno das Fadas' mas por ter uuma lista de leitura - e preguiça - muito grande, aind anão li... mas só pela capa de 'A FADA' é imperdoável não se ter, não é verdade?

E quanto 'A Travessia' se el continuar com a pegada de 'A Cabana' vai ser um a ótima leitura...

Abraços...

Uillian Cardoso - http://deresenhas.blogspot.com

Coluunista - www.segredosdocoracao.com

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.