Semana em Série: Jogos Vorazes

13 comentário(s)

           ''Com um número imenso de sagas, séries e trilogias literárias, o Semana em Série apresenta para o leitor as melhores séries e o que esperar nas páginas das mesmas.''

Quem nunca ouviu falar da saga de sucesso Jogos Vorazes? Depois do sucesso de Harry Potter e Crepúsculo a série surgiu com um ambiente extremamente novo, personagens super cativantes e uma história no mínimo, reflexiva.

A antiga América do Norte caiu e no seu lugar surgiu Panem, uma nação formada por treze distritos sob o domínio da capital. Inconformados com a submissão os treze distritos se rebelaram contra a capital, que em resposta destruiu o distrito treze como exemplo para os outros e todo ano para mostrar sua superioridade criou os Jogos Vorazes, um jogo transmitido para todos os distritos e para a capital que consiste na luta até a morte de vinte e quatro tributos vindos em casais de cada distrito.

No primeiro livro da série o jogo já está na sua septuagésima quarta edição e promete o mesmo sucesso que tem gerado nas últimas setenta e três edições. Para escolher os participantes dos jogos ocorrem as chamadas colheitas, onde dentro de dois depósitos de vidro estão o nome de todos os habitantes do distrito entre 12 e 16 anos, separados de acordo com o gênero. É retirado um nome de cada depósito e os selecionados irão para os Jogos Vorazes representar o seu distrito.


Para alguns jovens, participar dos Jogos Vorazes é uma honra e ao invés de temerem serem sorteados na colheita anseiam por isso. Entretanto essa é uma coisa que se limita principalmente a distritos como o 1 e o 2 que são mais ricos do que os outros e conseguem ter condições de treinamento adequadas para os jovens desde que nascem. Já os outros distritos, principalmente o 10, 11 e 12 mal tem condições de alimentar seus moradores, quem dirá dar apoio aos jovens que podem vir a representa-lo nos jogos.

A saga é narrada em primeira pessoa pela visão de Katniss Everdeen, moradora do distrito 12. No dia da colheita da septuagésima quarta edição dos jogos sua irmã é uma das selecionadas para competir nos jogos. Inconformada a garota se voluntaria para ir no lugar da sua irmã, e é aí que temos o início dessa aclamada trilogia.


Jogos Vorazes foi minha escolha de estreia da coluna pois mesmo com várias sagas fazendo sucesso essa tem ganhado atenção especial por leitores de todo o mundo. Creio que todo esse crédito é merecido e o que mais me chamou atenção é que, além de ser uma leitura jovem nos faz refletir sobre um assunto extremamente delicado que, no futuro, poderia muito bem acontecer.

Depois do sucesso de Suzanne Collins, autora da obra, surgiram inúmeros livros distópicos no mercado literário. Alguns realmente bons, outros nem tanto, mas na minha opinião, nenhum que tenha superado Jogos Vorazes. Nenhum dos livros da saga me deixou a desejar e esse é um dos motivos dessa obra abrir a nova coluna do blog. Leiam Jogos Vorazes, e aguardem a série da próxima semana.

13 comentários:

O Resenhista disse...

lálálá Jogos Vorazes. Eca eca eca. aushauhsa sabe o tamanho do pavor que tenho dessa serie e das pessoinhas que dizem ser fã, mas que nem sabem que existe livro... Claro que, pra poder criticar o livro com grande autenticidade, eu preciso conhecer a obra... E é com muita vergonha que eu admito que estou lendo jogos Vorazes... e até então esta me parecendo algo extremamente normal...

A ideia da coluna é beeem legal... E eu espero realmente que pinte por aqui algumas series e sagas que mereçam o mínimo de respeito aushaush

Parabéns sempre Juan, você é um jovem extremamente promissor ao nosso país. e Começa a mudar o mundo encantando-nos com o Asas Literárias...
Só pare de ler Jogos Vorazes.. kkkkkkkkkkkkkkkk

Rafa Oliveira disse...

Ainda não asssisti o filme e nem li nenhum dos livros, acredito que essa não foi uma série com tanto sucesso igual a Harry Potter e Crepúsculo.
Rafa
Blog Melody
http://rafaacarvalho.blogspot.com.br/

Erica Lima disse...

Ainda não vi o filme porque quero ler os livros antes...
Todos falam que é muito bom, e quero muito conhecer essa série!

Sarah disse...

Já me falaram tanto dos livros/filmes dessa série, mas nunca me interessei muito. Embora já tenham me mostrado o final de "A Esperança". Gostei muito da ideia do "semana em série"! Quem sabe não acho uma série que me desperte a vontade de lê-la, não é?!
Beijocas :*

Matheus Moura disse...

A série já está na minha lista de comprar há tempos... Mas como tenho que acabar Percy e Guerra dos Tronos ainda nem comprei. Elogios não faltaram em relação a ambos. Na verdade ouvi pequenas críticas em relação aos filmes, mas já estamos acostumados - eu pelo menos - a adaptações que deixam a desejar (Percy - O Filme, fala por mim). De qualquer forma, livros são incomparáveis e estou muito ansioso para lê-los.

Natália Alves disse...

Gosto bastante de Jogos Vorazes, a série é muito boa, a Suzanne têm uma escrita completamente cativante e a história que ela criou é bem completa. Legal a coluna, aguardo por outras edições o/

Beijo;*
Naty.

Marii ♥ disse...

Tenho a o box de JV e amo demais. Ainda não comecei Em Chamas , porque estou lendo o filho de Netuno, mais creio que terminando esse vou ler Em chamas até chegar a Marca de Atena.
O primeiro livro da trilogia eu li em apenas 1 dia. Minha cabeça doia de tanto ler , mais nao conseguia parar. JV é uma leitura bem cativante e só pode criticar quem LER o LIVRO e não somente ver o filme , já que o filme não entra em detalhes que eu julguei super importantes no livro. O filme acaba sendo pisoteado pelo livro quando vc le.
Mais gostei muito das suas ideias. Bjs

franfernands disse...

Nem me fale sobre jogos vorazes, o box chegou aqui em casa essa semana e estou louca para começar a ler, já ouvi maravilhas a respeito dos três livros, e NENHUMA crítica negativa, acho que não entenderei toda essa magia antes de lê-los, e será o que vou fazer muito em breve! *-*

Caique Fortunato disse...

Essa trilogia é muito legal, pelo menos dizem né. Nunca li nenhum dos livros, mesmo todo mundo falando super bem e tal, isso porque eu não tenho os livros físicos, só o e-book, mas é chato ler livro digital. Eu vi foi o filme e curti muito, pelo que parece é a melhor série de distopia.

Abraços

Fernanda Faria disse...

Eu adorei todos os livros da trilogia *-* Li todos em dois dias, não conseguia parar de ler. Eles simplesmente não deixam a desejar mesmo. Apesar de eu ter desejado que tivesse um pouquinho mais de romance no final do terceiro livro. haha
biejos

Luciana Cardoso disse...

Confesso com muita vergonha que ainda não li nenhum dos livros da série :S não me matei fãs de Jogos Vorazes rsrs... eu ainda não sei o pq de eu não ter lido, uma das desculpas é que ainda não tenho nenhum dos livros rs... tenho que comprá-los urgentemente.
Sei que nenhum filme se compara ao livro, mas já assisti o filme Jogos Vorazes e adorei, e com certeza irei me surpreender com os livros.
Irei mudar a minha situação em relação a essa com urgência rs...
Adorei a nova coluna.

Adrielly Pontes disse...

Adoro livros desse tipo mas nunca li esse série porque nunca me chamou atenção suficiente, eu sinto que não vou gostar mas posso me surpreender muito (espero). No final do ano passado eu ganhei o terceiro livro em um sorteio, então agora pretendo comprar os dois primeiros para finalmente conhecer a história de Jogos Vorazes. Espero que eu goste, ninguém merece comprar um livro e odiar a história hehe.

Mariana Silva disse...

Jogos Vorazes é minha série favorita. Li todos os volumes assim que eram lançados nos Estados Unidos e chorei muito com o final. Sim.. Odiei a morte da pessoinha que não vou revelar para não aumentar o spolier -q

Beijos.

Postar um comentário

Manuseador da pena

Juan Silva, 16 anos, Carioca e Sagitariano. 3º ano e estudante do curso técnico de química. Não vivo sem bons livros, séries e filmes. De vez em quando, um café gelado sempre é bem vindo. {mais?}

Seguidores

No Facebook

Últimas Resenhas

Promoções

#Tagalerando

Editoras Parceiras

Arquivo

 

Layout desenvolvido exclusivamente por Tharcila Lima para o Asas Literárias. Veja o portfólio.